www.quintiaes.maisbarcelos.pt
Imprimir esta página
...História

Habitat preferencial de muitos povos antigos que aqui deixaram vestígios de um povoado da Idade do Ferro e de uma vila romana, De Sancta Maria de Quintiães (inquirições de 1220) foi vigararia do Convento de Carvoeiro que aqui recolhia os seus foros numas casas junto ao adro que ainda hoje são conhecidas por "casas da renda". A sua primitiva igreja esteve há muitos séculos no lugar de Besteiros, foi depois transferida para o lugar do Assento e, em meados do séc. XVIII, quando Quintiães contava com a presença de 104 fogos, sofreu grande reforma o que valorizou ainda mais a sua bela fachada em granito estilo renascença. Mas, para além da igreja, Quintiães revela ainda outros exemplos não menos interessantes: a Capela de S. Salvador (hoje do Coração de Jesus) que foi do Solar dos Barbosas de Aborim, os cruzeiros paroquial (1575) e do adro (1756) e muitos outros monumentos, entre os quais alguns erigidos em razão de assinalar os medos que mais faziam a população recorrer à fé. Referimo-nos, por exemplo, à Capela de S.Sebastião, levantada no ano da grande peste (1559), a qual assolou todo o país numa altura (séc. XVI) em que Quintiães contava apenas com 62 moradores, talvez pelos efeitos daqueles males. Porém no século XVII já não haveria notícia de grandes desgraças pelo que a população cresceu em Quintiães para as 120 pessoas e atingiu, já no século passado, quase um milhar de almas.